Brasil: Alguns destaques sobre a maior taxa de desocupação da Força de Trabalho

  1. No Brasil, a TAXA DE DESOCUPAÇÃO subiu 1,3 pp em comparação ao trimestre de setembro a novembro de 2016. No ano, registrou crescimento de 2,9 pp.
  2. A TAXA DE DESOCUPAÇÃO (13,2%) registrou novamente o MAIOR nível da série histórica da pesquisa, iniciada em 2012.
  3. A DESOCUPAÇÃO aumentou 11,7% (1,4 milhão de pessoas) no trimestre. No ano, o acréscimo foi de 30,6%, ou seja, mais 3,2 milhões de pessoas desocupadas.
  4. A FORÇA DE TRABALHO apresentou aumento de 1,4 milhão de pessoas (1,4%) no ano. No trimestre houve crescimento de 0,5% (550 mil pessoas) .
  5. A OCUPAÇÃO reduziu em relação aos três trimestres móveis anteriores (-1,0%) e em relação ao ano anterior (-2,0%).
  6. Com o crescimento da população em idade de trabalhar (1,3%) e a redução da população ocupada (-2,0%) em um ano, o NÍVEL DA OCUPAÇÃO caiu de 55,1% para 53,4% (-1,8pp), no ano .
  7. O contingente de trabalhadores no setor privado COM CARTEIRA caiu 1,0% em relação aos três trimestres móveis anteriores, e decresceu 3,3% no ano (menos 1,1 milhão de pessoas). Enquanto que o SEM CARTEIRA cresceu 5,5% no ano (531mil pessoas) e ficou estável no trimestre.
  8. Por fim, isso nada mais é, do que o reflexo da reformas liberais iniciadas em 2015 (ajuste fiscal, desmonte do Estado). Infelizmente, alguns ilusionistas ainda acreditam que a economia iniciará uma retomada em 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s